UFLA recebe nota máxima no recredenciamento do MEC

No período de 6 a 10 de agosto, a Universidade Federal de Lavras (UFLA) passou por avaliação do Ministério da Educação (MEC) para o recredenciamento institucional. O resultado foi a nota máxima (5), em virtude de a Instituição apresentar, segundo os avaliadores, indicadores muito além ao que expressa o referencial mínimo de qualidade. Um grande avanço, já que na última avaliação, realizada em 2009, a UFLA recebeu a nota 3.

A comissão responsável pelo processo, composta pelos professores Ângela Maria Ferreira Falleiros, Helder Barbosa Paulino (coordenador) e Tadeu da Mata Medeiros Branco, realizou visitas in loco e apontou diversos diferenciais de qualidade da Universidade. Na ocasião, eles puderam analisar documentos, visitar as instalações e entrevistar seus gestores, técnicos administrativos, professores e estudantes.

Para o reitor da UFLA, professor José Roberto Scolforo, a avaliação do MEC atesta os critérios de qualidade e sinaliza que a UFLA está no caminho certo para galgar novos padrões de excelência. Segundo ele, o reconhecimento deve ser mais uma vez creditado ao espírito de conjunto que norteia as ações de toda a comunidade acadêmica, com o envolvimento de professores, técnicos administrativos e estudantes. “A avaliação máxima reforça ainda mais o orgulho de pertencer a essa Instituição”, considera.

Dimensões avaliadas

A avaliação considera os referenciais de qualidade dispostos na legislação vigente e nas diretrizes da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior – Conaes, com referência a 10 dimensões.

  • A missão e o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI)
  • A política para o ensino (graduação e pós-graduação), a pesquisa, a extensão e as respectivas normas de operacionalização, incluídos os procedimentos para estímulo à produção acadêmica, as bolsas de pesquisa, de monitoria e demais modalidades.
  • A responsabilidade social da instituição, considerada especialmente no que se refere à sua contribuição em relação à inclusão social, ao desenvolvimento econômico e social, à defesa do meio ambiente, da memória cultural, da produção artística e do patrimônio cultural.
  • A comunicação com a sociedade.
  • As políticas de pessoal, de carreiras do corpo docente e corpo técnico-administrativo, seu aperfeiçoamento, desenvolvimento profissional e suas condições de trabalho.
  • Organização e gestão da instituição, especialmente o funcionamento e representatividade dos colegiados, sua independência e autonomia na relação com a mantenedora, e a participação dos segmentos da comunidade universitária nos processos decisórios.
  • Infraestrutura física, especialmente a de ensino e de pesquisa, biblioteca, recursos de informação e comunicação.
  • Planejamento e avaliação, especialmente em relação aos processos, resultados e eficácia da autoavaliação institucional.
  • Políticas de atendimento aos discentes.
  • Sustentabilidade financeira, tendo em vista o significado social da continuidade dos compromissos na oferta da educação superior.

Nota máxima também na EAD

Em avaliação realizada em março de 2013, a Educação a Distância da UFLA também obteve conceito 5 em recredenciamento feito pelo MEC. Os principais pontos examinados pela comissão avaliadora levaram em conta aspectos como a missão e o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), políticas para o ensino e responsabilidade social.


Fonte: ASCOM UFLA

Link: ASCOM UFLA

Esta entrada foi publicada em header. Adicione o link permanente aos seus favoritos.